segunda-feira, 15 de junho de 2009

Seguidores Apóstolos

Quando surgiram os primeiros seguidores de Ciclistas Anônimos confesso que me surpreendi.
Seriam como uma espécie de apóstolos?
Entre eles já estava o Poti Campos que se converteu ao ciclismo como Paulo de Tarso ao cristianismo. Poti relata, em alguma parte de seus escritos, como isto ocorreu, ou seja, como foi a sua estrada de Damasco.
Neste meio tempo foram surgindo outros seguidores até chegar aos atuais onze:Horacio,Victor Teramoto, Rejane, Poti Campos, Fernanda Tomiello, Maria Sandra, Luis Patricio, Indira, Gilda Viegas, Elen e Eduardo Kohlrausch.
Falta um para serem doze e completar o número de apóstolos.
Nossa missão?
Sair pregando o evangelho do pedal, ir espalhando a boa nova de que existe salvação para o mundo, para a poluição, para a desgraça que se abate sobre nossos corações em meio ao congestionamento do tráfego nas grandes e médias cidades.
Deixo o Horacio ir na frente, como o mais arrojado, sinalizando com a mão cada vez que vai dobrar para a direita ou para a esquerda pedalando na frente de um pelotão de automóveis. Aliás, presenciando isto, já tive a forte impressão de que os carros todos iriam seguí-lo como se estivessem sendo pastoreados.
O Poti pode escrever um dos Evangelhos.
Eu, como não quero ser Cristo nem crucificado, creio que fico com a missão de escrever um outro Evangelho.
Resta saber o que fariam a Fernanda e os outros que nos seguem. Uma primeira missão, aliás, é converter o Guto, o Gian e o Sandro que não estão entre nós. O Marcus Cunha também.
Por fim, precisamos de um milagre.
Talvez alguém, com estes dotes, possa sair andando de bicicleta sobre as águas...

3 comentários:

  1. Opa! Baptista, leio todas as postagens do blog através do Reader do Google, que segundo o Bagatini ainda vai dominar o mundo. :-)

    O Ciclistas Anônimos tem uma visão única dentre os blogs que acompanho, pois fala da bicicleta inserida no cotidiano de cada um de nós. Outros blogs, como o quase extinto Audax Lajeado :-( , por serem muito focados não conseguem capturar muitas das facetas desse incrível meio de transporte.

    É com imensa alegria que vou ser o teu 12o. apóstolo. :-)

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Ciclistas Anônimos17 de junho de 2009 01:30

    Kieling, é ótimo saber que estás atento à nossa contribuição para o ciclismo. Acho que captas bem a proposta quando falas " da bicicleta inserida no cotidiano de cada um de nós". Assim que tiver tempo vou escrever alguma coisa sobre a tua passagem e da "caravana" do audax" por Pelotas... Merece uma crônica...

    ResponderExcluir
  3. Oi,Paulo

    Fiquei lisonjeado com a referência ao teu xará, o de Tarso. Talvez não sejamos exatamente os salvadores do mundo – se é que tem salvação –, mas certamente difundir a cultura da bicicleta, ou o evangelho, que seja, me parece a coisa mais apropriada e necessária. Grande abraço.

    ResponderExcluir

Talvez não saiba mas pode ser que tenhamos, em outros momentos, pedalado juntos. Pedalado em todos os terrenos que a bicicleta propicia entre eles os da criação e participação. Se chegou até aqui é quase certo que sim.Escreva seu comentário. Ele é parte fundamental deste processo.